Sobre o Call of Duty

Call of Duty é atualmente um dos jogos mais vendidos no mundo e o que possui uma das maiores fan bases no ramo dos FPSs (First Person Shooters). CoD, como é chamado pela comunidade, é uma franquia anual distribuída pela Activision e produzida por três empresas diferentes, uma a cada ano: Treyarch, em cujo portfólio se encontram clássicos como World at War e a saga Black Ops; a Infinity Ward, responsável pela saga Modern Warfare e pelo CoD atual, Infinite Warfare; e por fim, a mais recente Sledgehammer, que até agora só produziu o Advanced Warfare, mas já auxiliou a Infinity Ward em jogos passados.

O principal diferencial do jogo são os Scorestreaks e os Perks. Os Scorestreaks são recompensas de mapa que são obtidas conforme seu desempenho em uma única vida. Eles variam desde bônus de suporte para o seu time, como um radar que mostra os inimigos no minimapa, até scorestreaks mais agressivos, como o famigerado Tactical Nuke, que acaba instantaneamente com a partida.

Já os Perks são vantagens que o jogador pode escolher em uma partida, que variam desde correr mais rápido até uma redução no tempo de recarregamento da arma. Essa mecânica, característica do CoD, deixa cada partida única e cria estratégias novas a cada segundo na hora da batalha.

 

Como funciona o competitivo?

Ao passar dos anos, novos modos foram entrando e saindo do modo competitivo. Já passaram por ele modos como Capture the Flag, uma espécie de “pique-bandeira”, Blitz, o “pai” do Uplink, e Domination, em que as equipes devem manter controle de uma bandeira para pontuar, no total de 3. Atualmente, os modos que são jogados no competitivo são Hardpoint, Search and Destroy e Uplink (não se preocupe, todos serão explicados), em séries de MD3 ou MD5. Independentemente da quantidade de partidas, todas são jogadas em 4×4, ou seja, 4 jogadores de um lado contra 4 do outro.

Ah, vale ressaltar que a plataforma em que o competitivo é jogado é baseado naquela em que a Activision possui parceria. Hoje em dia, essa plataforma é o PS4, mas por muito tempo foi o Xbox.

Hardpoint

No modo Hardpoint, a disputa gira em torno de uma região no mapa. Quem possui domínio da região (para ter domínio, é necessário ter um jogador dentro do ponto) começa a pontuar no placar a uma taxa de um ponto por segundo, independentemente da quantidade de jogadores. Caso o ponto esteja contestado, ou seja, um jogador de cada time no ponto, nenhuma equipe pontua enquanto o ponto estiver nesse modo.

A cada um minuto, o ponto muda de lugar, em uma rotação pré-determinada em cada mapa, e esse relógio não para por nenhum motivo. Caso o tempo de partida alcance os dez minutos e nenhuma equipe tenha alcançada a pontuação máxima de 250 pontos, a partida é encerrada e o time que tiver mais pontos acumulados é declarado vencedor, mas caso as duas equipes tenham número igual de pontos, a partida termina em empate.

Search and Destroy

S&D, como é carinhosamente apelidado, é hoje um dos modos mais táticos do jogo. O modo é divido em formato de rounds e as equipes separadas por ataque e defesa. O objetivo do ataque é plantar a bomba em um dos dois bombsites, enquanto o objetivo da defesa é justamente impedir o ataque de concluir seu objetivo. É importante ressaltar que nesse modo não há respawn, ou seja, morreu precisa esperar o próximo round para voltar a jogar.

A rodada termina em quatro situações: o tempo acaba sem que a bomba seja plantada, o que dá o ponto para a defesa; a bomba é plantada, mas é defusada pela defesa, o que também dá o ponto para eles; a bomba é plantada e ela explode, garante ponto para o ataque; ou no caso de uma equipe inteira ser eliminada, o que garante o ponto para a equipe viva, independente de ataque ou defesa. Ganha a equipe que alcançar primeiro seis pontos, de qualquer forma legal que eles tenham sido conquistados.

Uplink

Para quem gosta de futebol, o Uplink talvez seja o modo mais familiar. Cada time conta com uma esfera flutuante próxima à sua área de Spawn (gol, para facilitar o andamento do texto) e uma bola no meio do mapa, que o alvo das disputas. Enquanto o jogador carregar a bola, ele fica temporariamente sem sua arma, mas ganha blindagem extra e aumento no dano corpo-a-corpo. Por isso, a bola é mais do que um peso que deve ser empurrado até o gol adversário e vira um fator estratégico em cada batalha.

O objetivo de cada time é pegar a bola e leva-la até o gol adversário. Caso o jogador passe pelo gol com a bola em mãos, são adicionados dois pontos ao placar, esse lance é chamado de “Dunk”. Porém, caso o jogador sinta que não conseguirá realizar o Dunk por qualquer motivo, ele pode arremessar a bola em direção ao gol e, caso ela atinja o alvo, é somado um ponto. Em ambos os cenários, a bola retorna ao seu local de origem e a briga por ela recomeça.

A partida é dividida em dois tempos de cinco minutos cada, totalizando dez minutos de partida. Quando vira o tempo, as equipes invertem seus spawns e partem para os cinco minutos finais da partida.  Ao final do segundo tempo, é declarada vencedora a equipe com mais pontos.

 

Line-up

Ok, já cobrimos um belo básico sobre o CoD, mas nada disso serviria caso não tivéssemos jogadores para nos representar no competitivo de um jogo tão grande e importante para os FPSs. Para a alegria de todos (inclusive desse que aqui vos fala), contamos hoje com um dos times mais fortes do Brasil, composto por esses jogadores:

Demétrius “Mirolla” Vianna

Eduardo “Neewz” Charif

Victor “VBalsas140” Balsas

Gabriel “Falcon” Garcia

Rick “R1CK” Birman (coach)

 

Campeonatos em disputa

– Pro League BSOG S01

 

Títulos já conquistados

– 2º Lugar: 2K Summer Cup Infinite Warfare

 

*A line-up, campeonatos em disputa e os títulos conquistados se referem à data em que esse texto foi escrito e estão sujeitos à alteração.